7 dicas para amamentar um bebê distraído

O bebê nasceu e em geral o início do processo de amamentação vem com uma série de desafios. Passadas as dificuldades iniciais, as coisas entram nos eixos! Iupiiiiiiii!!! E a gente pensa: agora vai! Aí, de repente, não mais que de repente, começa um: mama um pouquinho, solta daqui, mama mais um pouquinho e solta de lá…  e as mamadas viram uma bagunça…

Se você está amamentando um bebê que está na faixa dos 2 aos 6 meses, essa situação pode lhe parecer bastante familiar. Mas e porque o bebê fica distraído durante as mamadas? Será que estou fazendo algo errado? (nasce a mãe, nasce a culpa, não é?) Como otimizar as mamadas quando isso acontece?

Um dos principais motivos pelos quais os bebês começam a fazer isso durante as mamadas é…. porque eles estão crescendo e se desenvolvendo! A partir dos 2/3 meses de vida (e as vezes esse comportamento fica mais evidente lá por volta dos 4/5 meses) é muito comum que o bebê solte a mama durante a mamada quando surge qualquer tipo de distração. Pode ser a luz do teto, o cachorro que passa, ou aquela pessoa que começa a conversar com você durante a mamada.

Curso Avançado em Amamentação 2.0

Uma coisa que sempre procure comentar com as famílias que acompanho é que o primeiro ano de vida de uma criança é um período de crescimento e desenvolvimento intensos. É no primeiro ano que grandes aquisições do ponto de vista do desenvolvimento neuropsicomotor irão acontecer. Por volta dos 2 meses, aquele bebezuco fofo que ficava meio “vesguinho” quando olhava pra você (eu confesso que morria de agonia disso quando as meninas eram pequenas!!!) agora vai começar a ver mais claramente as coisas. Imagina que coisa fabulosa deve ser descobrir esse mundão cheio de luzes e cores! Com o passar dos dias, eles também vão começar a ficar mais tempo acordados e, claro, porque não explorar tudo o que essa vida tem pra me oferecer? Criança é curiosa por natureza e, claro, embora eles continuem amando o tetê da mamãe, eles querem e VÃO explorar tudo como se não houvesse amanhã (inclusive durante a mamada)!

A grande questão é que, como pra eles é difícil ainda fazer duas coisas ao mesmo tempo (mamar e explorar o mundo), é muito comum que nessa fase eles soltem muito a mama, e isso pode acarretar em algumas situações. Mamadas muito curtas e menos freqüentes podem, eventualmente, fazer com que haja uma queda na produção de leite e por isso, trago aqui algumas sugestões do que fazer se você estiver passando por essa fase:

1. Escolha um cantinho tranqüilo e com pouca luz, sem muitos distratores, quando for amamentar seu bebê.

2. Atente-se aos primeiros sinais que ele dá que quer mamar. Se seu bebê ainda faz boas sonecas, mesmo em sono REM eles já começam a dar alguns indicativos de que vão pedir o tetê, então fica de olho, porque quanto mais ligadão, maior a chance dele se distrair durante a mamada!

3. Capriche nas mamadas noturnas. Nessa fase elas seguem sendo super importantes, constituindo-se como parte significativa da ingesta diária de leite materno!

4.Se for conversar com alguém durante a mamada, busque fazê-lo num tom mais ameno, que não desperte a curiosidade do seu bebê!

5. Amamente caminhando ou com o bebê no sling! É comum que o movimento dê uma certa “cadência” à mamada, fazendo com que o bebê mantenha o foco no que ele está fazendo (ou seja, mamando! Rs)

6. Ofereça a mama com mais freqüência. Embora a lógica seja que a gente amamente de acordo com a demanda do bebê, quando estamos lidando com um bebê que por vezes pode não estar fazendo uma mamada tão efetiva (por conta da distração!!), oferecer mesmo nos momentos em que ele não esteja dando sinais claro de fome, segue sendo uma boa estratégia pra que a gente possa garantir, não somente uma melhor ingesta, mas a manutenção da nossa produção.

7. Experimente variar a posição de mamada. Como nossos bebês distraídos gostam de novas possibilidades, que tal incentivar ele a mamar de um jeito diferente?

Agora é colocar em prática e depois me contar aqui quais dessas dicas funcionou pra você!

Até a próxima!

Isa Crivellaro

Fonoaudióloga e IBCLC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *