Leite de bruxa, sabe o que é?

A galactorréia do recém-nascido (leite neonatal ou leite de bruxa) ocorre em cerca de 5% dos neonatos e em ambos os sexos. O termo “leite de bruxa” vem do folclore antigo, e acreditava-se que que o vazamento de fluido do mamilo do recém-nascido era uma fonte de alimento para espíritos de familiares de bruxas. A galactorréia ocorre como resultado da influência dos hormônios da mãe no bebê antes do nascimento. Até 2% dos lactentes secretam leite até os 2 meses de idade. Os lactentes com galactorréia apresentam nódulos mamários significativamente maiores do que os lactentes sem galactorréia, sendo a galactorréia observada mais frequentemente em bebês amamentados, sendo relativamente incomum em prematuros.
Esta condição geralmente é de natureza benigna e se resolve espontaneamente dentro de alguns meses, não havendo necessidade de tratamento, a menos que a área fique vermelha ou sensível. Não se recomenda a realização de massagem ou manipulação do tecido mamário, uma vez que esse tipo de manipulação pode levar à complicações, como mastite.
Já havia ouvido falar sobre isso?

Isa Crivellaro
Fonoaudióloga e IBCLC

Deixe uma resposta